segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Gen Pés Descalços Vol.01 a 4

Scanmaniacs

Scanmaniacs

Keiji Nakazawa tinha sete anos quando sua cidade foi destruída pela primeira bomba atômica. Sobreviveu à tragédia de Hiroshima para se tornar um dos mais aclamados artistas do Japão. Gen Pés Descalços é sua obra máxima: a história de um menino crescendo em uma família pacifista durante a Segunda Guerra e enfrentando a devastação física e espiritual causada pelo homem. Eletrizante e tocante, a série se tornou um dos maiores clássicos da narrativa sequencial japonesa, com versões para cinema, desenho animado e até mesmo uma ópera. Gen Pés Descalços é uma aventura, uma história verdadeira e um libelo pela paz.
Scanmaniacs

Scanmaniacs

Continuando o primeiro volume, a história descreve exatamente o dia seguinte após a explosão da bomba atômica. É impressionante imaginar-se naquela situação, na qual a cidade estava totalmente destruída, não se tinha o que beber e comer, muitos doentes e mortos espalhados pelo chão e um imenso calor, decorrente do efeito da bomba. Gen perdeu parte de sua família, mas encontrou forças para sobreviver ao lado de sua mãe e irmã recém-nascida.
Scanmaniacs

Scanmaniacs

Gen Nakaoka, sua mãe e sua irmãzinha, com a roupa do corpo, recorrem a amigos num vilarejo vizinho, para terem um teto e algo para comer. Mas eles e outros sobreviventes são vítimas de preconceitos e são hostilizados. Para conseguirem sobreviver, o pequeno Gen sai às ruas em busca de trabalho. O garoto consegue trabalho cuidando de um artista plástico também atingido pela bomba atômica. Desfigurado e com queimaduras espalhadas pelo corpo, o pintor é rejeitado pela própria família, que deseja-lhe a morte.
Scanmaniacs

Scanmaniacs

O Japão rende-se aos aliados chocando o povo japonês, que acreditava na divindade do imperador. Pacifista, a mãe de Gen revolta-se com o quadro caótico do país, onde as pessoas perambulam como mendigos e os órfãos vagam pelas ruas à procura de alimentos, chegando até a roubar para matar a fome. Enfim, Hiroshima vive a lei da selva e do mais forte.

Nenhum comentário: