quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Mágico Vento Vol.1 e 2

Scanmaniacs

Scanmaniacs

Um velho xamã vaga em busca de respostas, e encontra um trem destruído por uma explosão. Subitamente, um homem ferido aparece. O índio leva-o para sua tribo, e o apresenta como sendo seu sucessor na função de homem da medicina (entre eles, medicina é magia). O ferido acorda, desmemoriado, e é batizado de Mágico Vento. Três anos depois, em Chicago, uma projeção de fotografias acontece, com a história da ferrovia transcontinental, as cidades que surgiram e desapareceram à sua volta, e a tragédia do Forte Graham, quando uma locomotiva transportando armamentos explodiu, matando seus ocupantes. O jornalista Willy Richards, vulgo Poe (devido a sua semelhança com o escritor Edgar Allan Poe) percebe que um homem ficou perturbado com o assunto. Tratava-se do sócio do milionário Howard Hogan, que enriqueceu às custas da ferrovia, construindo e vendendo imóveis a sua volta, com os preços em alta, de lugares que posteriormente virariam cidades-fantasma. Poe decide investigar a história da explosão, e acaba como alvo de Howard Hogan, que prepara uma armadilha para assassiná-lo. O jornalista acaba por cruzar o caminho de Mágico Vento, e ambos ficam amigos. O jornalista acompanha aquele estranho homem em busca de suas memórias e, aos poucos, Ned Ellis (verdadeiro nome de Mágico Vento) relembra os acontecimentos no dia da explosão. Na verdade, tudo fora armado por Hogan, para adquirir a carga do trem, e todos os soldados foram assassinados, sendo que Ellis escapou por sorte. Agora, Poe e Mágico Vento devem escapar dos assassinos que querem por fim às suas vidas.
Scanmaniacs

Scanmaniacs

Poe acompanha Mágico Vento na volta a sua aldeia. Mas, em vez de do lugar feliz descrito pelo novo amigo, encontra um ambiente envolto em tragédia: uma águia descera dos céus e levara uma das crianças dos Sioux. Todos estavam desesperados. Um dos índios que estava no local do rapto, de nome "mata-a-si-próprio", uma espécie de comediante local, entra em pânico e pensa em suicídio. Os Sioux acreditam que a águia seja o espírito de um índio, falecido alguns anos antes, conhecido como "fala-com-as-águias", que fora desprezado pela tribo e tentou buscar reconhecimento enfrentando um perigoso e solitário feiticeiro, chamado Lobo Negro. Como não voltou, todos acreditavam que tinha sido morto no embate. Mágico Vento parte em busca de respostas, enfrentando diversos perigos e combatendo Lobo Negro, um terrível oponente, que também conta com poderes místicos. Enquanto isso, Poe tenta levantar o ânimo de "mata-a-si-próprio". No final, os acontecimentos tomam um rumo inesperado.

Nenhum comentário: